Resumo - Gênesis Capítulo 1 e 2

O Lívro de Gênesis em seu Capítulo 1 fala sobre a criação dos céus e da terra. O espírito de Deus movia sobre a face informe das águas.

Apartir da palavra de Deus houve luz e já no primeiro dia Deus fez distinção entre luz e trevas (dia e noite).


No segundo dia Deus fez separação entre a expansão dos Céus e a expansão da água.

No terceiro dia Deus fez separação das águas e ajuntou a parte seca e deu o nome de terra e cobriu a terra com vegetação, sementes e árvores de acordo com a sua espécie.


No quarto dia Deus separou dia e noite e colocou luminares no firmamento do céu. Deus também fez dois grandes luminares e colocou o maior para governar o dia e o menor para governar a noite juntamente com as estrelas. O firmamento do céu ilumina a terra.

No quinto dia Deus criou os seres vivos que vivem nas águas sobre a terra e no céu e os abençoou para que fossem férteis e multipliquem.


No sexto dia Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, Deus o abençoou para que seja fertil e multiplicar sobre a face da terra e lhe deu todos os frutos das árvores e vegetais para que sirva de alimento. Deus também lhe deu autoridade sobre todos os animais.

Já no livro de Gênesis Capítuo 2. No sétimo dia Deus descançou e santificou o sétimo dia.


Após Deus formar o homem do pó da terra, Deus soprou em suas narinas o fôlego de vida e o homem se tornou um ser vivente.

Deus colocou o homem para viver no Jardim do Éden que ficava no lado leste.

Deus fez nascer do solo vários tipos de árvores e no meio do Jardim havia a árvore do conhecimento do bem e do mal.

Do Éden nascia rios que irrigavam todo o jardim.


Deus ordenou a Adão coma livremente de qualquer árvore do jardim, somente não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, e lhe disse que o dia que comesse o homem morreria.

O homem qual Deus criou deu o nome a todos os animais e árvores de acordo com sua espécie, Deus viu que o homem estava só e que nenhum dos animais combinavam com o homem, então Deus fez o homem repousar num sono profundo e lhe arrancou uma costela da qual formou a mulher para que seja sua auxiliadora.


Disse o homem esta é osso do meu osso e carne da minha carne. Por essa razão Deus disse deixará o homem seu pai e sua mãe e unirá a sua mulher e eles tornarão uma só carne. O homem e a mulher viviam nus e não sentiam vergonha.

5 comentários: